DEXTROSE

Sendo fabricada a partir do amido de milho, a Dextrose possui um alto índice glicêmico, sendo 110 o valor exato. Ela é utilizada quando se precisa de uma fonte de energia no momento e não para longo prazo.

Há grandes picos de insulina quando se usa a Dextrose, pois ela é um carboidrato de alto índice glicêmico, sendo assim o transporte de proteínas será muito grande, além de glutamina, aminoácidos, creatina e outros nutrientes. Nenhum nutriente entra nas células sem a ajuda da glicose, inclusive a proteína.

A dextrose também pode ser de grande ajuda para pacientes que estão internados e precisam ser alimentados através de uma sonda. Conseguindo elevar os níveis de energia, algo muito necessário em pacientes que estão sofrendo por alguma enfermidade, além da glicose que há na dextrose ser essencial para que ocorra a absorção de nutrientes por parte do organismo.

» DEXTROSE

A ingestão da dextrose integralmedica é necessária em momentos em que nosso corpo necessita de energia rapidamente. Os carboidratos em forma de energia irão ajudar nosso organismo a não buscar outras fontes de energia, que na maioria das vezes são as proteínas.

Por ser de mais fácil absorção do que as proteínas, os carboidratos são escolhidos para se tornarem fontes de energia, deixando as proteínas para realizar a reparação das fibras musculares que foram degradadas graças ao catabolismo muscular. Sendo assim, a Dextrose auxilia no processo de ganha de massa muscular.

A dextrose max titanium ajuda também na formação do glicogênio, pois depois que o organismo usa a quantidade de glicose necessária, o que sobra vai para o fígado que a converte em glicogênio. Essa substância é a principal fonte de energia dos músculos. Dependendo da intensidade dos treinos, o glicogênio pode representar mais de 50% da energia consumida durante a musculação.

» ELA ENGORDA?

A dextrose é um carboidrato simples, que participa no aumento da glicose e insulina, o que geraria um aumento de gorduras acumuladas no tecido adiposo, mas isso aconteceria se não houvesse o treinamento com as atividades físicas regularmente.

Quando você finaliza um treinamento, seu corpo solicitará energia para repor os estoques que foram perdidos durante as atividades, essa é a hora para a ingestão da Dextrose. Ela apenas fará a reposição das energias que estão faltando, repondo o Glicogênio dos músculos e também na regeneração das fibras musculares.

A dextrose probiótica não deve ser tomada antes do treino, pois possui digestão muito rápida e pode elevar os níveis de glicose rapidamente. O melhor momento para se tornar a Dextrose é após os treinos, evitando assim o catabolismo muscular, regenerando sua musculatura.

Na hora que for tomar a dextrose ou malto, o ideal é combiná-la com proteínas de rápida absorção, como o suplemento Whey Protein. Com a rápida absorção da dextrose em nosso organismo, o catabolismo muscular será evitado e será iniciado o processo de reconstrução das fibras musculares.

Para fazer a mistura, pegue a dextrose e o Whey Protein e misture com água. Se for utilizar apenas a Dextrose, faça o mesmo processo, dilua a substância na água. A quantidade para se tomar depende muito de alguns fatores, muitas pessoas tomam 30 gramas por dia, após os treinos. Para avaliar seu caso e passar valores mais exatos, o ideal é você procurar um especialista.

» Algumas dicas importantes:

A Dextrose surge como importante aliado para quem busca a ganha de massa muscular, pois trabalha repondo as energias perdidas durante um treino físico intenso, não deixando nosso organismo utilizar as proteínas na conversão para energia, sendo assim, as proteínas não são alteradas, ajudando na manutenção e crescimentos da massa muscular.

  • Não faça uso da Dextrose nos dias em que não praticar exercícios físicos;
  • Use apenas a quantidade estipulada, nunca aumente muito a quantidade, pois o excesso de Dextrose pode acarretar no ganho indesejado de peso;
  • O consumo da dextrose deve ser evitado por pessoas com doenças como diabetes e pessoas com glicemia alta, pois a dextrose eleva rapidamente as taxas de açúcar no sangue e pode causar um quadro de resistência a insulina.

Sobre o autor:

Kayo Dutra

Deixe seu comentário